• Anno Zero 2015
  • Anno Zero 2015
  • The Next Level: novo álbum do Anno Zero já está disponível!

    Nove faixas que trazem uma mistura equilibrada de peso, melodia e uma intensa atmosfera dark.

  • Deceptions: assista o lyric video do novo single

    Orgulhosamente apresentamos o primeiro single de nosso novo álbum “The Next Level”

Anno Zero - Deceptions

14 de set de 2015

Anno Zero no Instagram!

Siga-nos no Instagram!
https://instagram.com/annozeroband/


28 de jul de 2015

NOVAS DATAS / NEW DATES

Novas datas, já confirmadas!

21/08 - Valença-PI - Festival Rock In Roça
23/08 - Teresina-PI - Rock Gol w/ Neanderthais e outros
29/08 - Teresina-PI - Planeta Diário Pub w/ Nova + Plastique Noir


28 de abr de 2015

Entrevista: Blog ZAboomBA


Confira abaixo a transcrição da entrevista que demos ao blog/revista ZAboomBA.

ENTREVISTA E VÍDEO: Banda Anno Zero

A banda piauiense Anno Zero lançou o segundo álbum, "The Next Level", no final do ano passado, quebrando um hiato de dez anos desde o lançamento de "AnotherPleasant Evening" (2004). Formada em 2001, a sonoridade da banda é caracterizada pela atmosfera dark das bandas de rock gótico dos anos 80, assim como elementos que vão do Death Metal Gótico ao Doom, com a mistura de sons eletrônicos e música brasileira.

O primeiro disco da banda obteve repercussão no Brasil e em diversos países da Europa, e Ásia, bem como nos EUA. O novo disco já ganhou boas resenhas sobre suas composições e a sonoridade diversificada. Nesses dez anos, a banda já sofreu uma mudança de integrante e a volta do baixista Ed, depois de dois anos de afastamento.

Hoje, o Anno Zero tem reconhecimento internacional, dentro do cenário underground, com críticas em sites e revistas especializadas (Quer ler bons texto sobre a banda? Basta acessar o site de música Whiplash). Lançou dois discos oficiais de estúdio – já citados – e mais um registro ao vivo, o disco “Another Level” (live – 2006). Confira a entrevista que a Zaboomba fez com banda no evento Double Stage que aconteceu no Espaço Trilhos, no último sábado (18).  Ao final da entrevista, confira o vídeo do show que a banda fez no evento Double Stage.

Zaboomba: Como está a banda hoje, dez anos após o primeiro disco e de uma parada das atividades? 

Anno Zero: Lançamos o CD novo, mais ou menos, em outubro do ano passado, com show de lançamento em dezoito de outubro e de lá para cá temos divulgado esse trabalho com shows, viagens e com mais planos para divulgar esse trabalho. 

Z: Por que esse intervalo até ser lançado um disco novo? 

AZ: Na verdade, nós temos um estúdio de gravação, certo. Então, à medida em que gravávamos, o tempo passando e ainda comprando novos equipamentos, nós íamos regravando e melhorando algo que já tínhamos feito antes. Então, pô, se havíamos comprado algo (equipamento) novo, por que não refazer as bases da guitarra, ou determinado solo, ou determinados efeitos, ou teclado e tudo mais, regravar partes? Ficou nesse negócio de fazer e refazer e nesse vício chegou a um ponto que a gente disse: ‘Não chegou, o trabalho está completo, fechou o ciclo, já chegou a hora de lançar realmente’. 

Z: Como foi a produção desse novo disco? 

AZ: Foi um processo longo entre gravação e mixagem. Nós regravamos muita coisa, o Eduardo (baixista) saiu da banda e nesse intervalo gravamos com outro baixista, aí o Eduardo voltou e regravamos outras coisas, como guitarras e refizemos muita coisa de voz. Demorou esse tempo todo, mas o que importa é que lançamos esse segundo CD e já trabalhamos nele, divulgando o máximo que podemos, fazendo esse trabalho ‘rodar’ e já com uma energia nova, compondo músicas novas, com uma formação nova. A expectativa é a de que no final desse ou início do próximo ano já lancemos trabalho inédito. Nós gravamos aqui e o disco foi masterizado na Europa, no estúdio Fascination Street Studios, na Suécia. 

Z: O que mudou do primeiro ao último disco, e não só em relação às composições, mas em relação ao cenário? 

AZ: A palavra amadurecimento é a chave, porque crescemos, passamos a ouvir outras coisas, estudarmos outras coisas e nos desenvolvemos enquanto banda, enquanto compositores e instrumentistas. Nesse novo disco, conseguimos fazer tudo que sempre quisemos fazer realmente. O primeiro disco é muito calcado no metal, que é nossa formação principal, mas existem outras influências que vamos agregando à nossa linguagem, e acredito que no “The Next Level” conseguimos chegar à linguagem que queríamos. Somos uma banda de metal, mas temos muitas influências diferentes e no Next Level as músicas são mais diferentes umas das outras e conseguimos agregar elementos que não tinham no primeiro disco. Acho que por sermos mais jovens, a banda iniciando e menos composições, então, com esse amadurecimento, a gente conseguiu formar nossa identidade enquanto banda. 

Z: E o que mudou para vocês, no cenário, depois de dez anos? 

AZ: Olha, muita coisa mudou, muitas bandas desapareceram, inclusive bandas que surgiram pós-Anno Zero, influenciadas por nós, de estilo parecido, bandas que surgiram e acabaram e continuamos mesmo com esse hiato grande entre os discos. No entanto, acreditamos que o cenário caiu, não só na quantidade, mas na qualidade das bandas, também. O próprio começo do Anno Zero também. Já fizemos show para setecentas pessoas, aqui em Teresina, e hoje, se você consegue colocar trezentas pessoas num determinado lugar é uma conquista. 

Z: Interessante isso, levando em conta que temos o Bueiro, que é um espaço recente para um público bem específico para o metal. 

AZ: Lançamos o Next Level no Bueiro e conseguimos um público entre quatrocentas a quinhentas pessoas, mas isso não é padrão atual do cenário aqui em Teresina, tanto é que você vê um evento como esse que estamos participando (Double Stage), com várias bandas e de todos os estilos, então é um evento com potencial para atrair mais de quinhentas pessoas e o que a gente vê é um público bem menor do que isso. Então, na cena hoje, há uma quantidade de bandas muito boas, mas o comparecimento de público é muito menor, bem menor. 

Z: Hoje, o Anno Zero é uma banda que se sustenta? 

AZ: Pô, quase nenhuma banda de metal no mundo se sustenta, porque o Metal, o rock mais pesado no mundo não se paga, e é uma regra. As bandas que conseguem são muito poucas e, em Teresina, aí é que o negócio é complicado, sabe? Todos nós temos nossos empregos, e a banda é aquela história, é um hobby que fazemos bem feito e hoje a banda é literalmente sustentada pelos membros. Investindo em equipamento de ponta e, obviamente, com o tempo melhoramos em equipamento, então mesmo assim investimos, lutamos, batalhamos. 

Z: Material novo? 

AZ: A ideia é até o final de 2015 compormos material novo, gravar e lançar em 2016, mas temos muitas ideias: de repente lançar um material digital só de cover, de bandas que não são de metal. Temos muitas ideias de gravação pela facilidade de termos um material próprio de gravação, com o material que já estamos produzindo não vai demorar para sair trabalho novo. 

Link para a postagem original: 
http://revistazaboomba.blogspot.com.br/2015/04/entrevista-e-video-banda-anno-zero.html




23 de abr de 2015

Datas de shows em maio

Fiquem ligados nas próximas datas de shows: 
Dia 01/05 - Teresina - Clóvis Rock Bar 
Dia 02/05 - Floriano - Taverna dos Piratas




15 de fev de 2015

Ensaios no Carnaval!

Neste feriado de Carnaval, estamos aproveitando para intensificar os ensaios. Em breve, divulgaremos as novas datas de shows. Vem muita coisa boa por aí! Rock on, bitches!

29 de jan de 2015

Video: Anno Zero Live @ Shake Your Blood

Nosso brother Bruno Costa captou algumas imagens no Shake Your Blood Festival e trilhou com a faixa Back Down, do nosso segundo disco The Next Level. O resultado foi um video bem bacana, se liguem!


20 de jan de 2015

Novo baterista: Rick Santos

Depois de 11 anos, nosso baterista original, Chris Gomes, deixou a banda para dedicar-se a novos projetos. Desejamos ao Chris toda a sorte do mundo e muito sucesso, pois além de um grande amigo, talento e competência ele tem de sobra!
Mas como águas paradas não movem moinhos, já recrutamos seu substituto, o estupendo baterista Rick Santos, que já passou por várias bandas da cena local. Rick teve sua estreia oficial na família Anno Zero no último dia 17, em um show no no Planeta Diário. Em uma noite especialíssima, tocamos músicas de nosso mais recente disco The Next Level e alguns clássicos do primeiro CD, e o cara mostrou ser a escolha certa para o posto. Bem vindo, Rick!
.
Fotos: Raul Leite





























 

© 2014 Anno Zero. All rights resevered.